Nos Deixou

Estilista francês Lucien Pellat-Finet, de 78 anos, morre afogado na Bahia

O designer francês Lucien Paul Pierre Pella-Finet, de 78 anos, morreu após se afogar na Praia de Itaquera, em Trancoso, distrito turístico de Porto Seguro, no extremo sul da Bahia. O local é bastante escolhido por estrangeiros no Brasil.

O acidente aconteceu na última segunda-feira (26/02), após um churrasco de família. Morador de Trancoso havia cerca de 30 anos, Lucien saiu do encontro para tomar um banho de mar perto de casa, quando acabou se afogando.

Dois adolescentes que surfavam na mesma praia relataram ter visto o designer se afogar e tentaram salvá-lo com as pranchas, mas não conseguiram.

O corpo de Lucien foi encontrado no mesmo dia, próximo ao local onde os atletas costumam surfar e foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

“É com grande tristeza que informo a morte acidental de Lucien Pellat Finet, na tarde de hoje em Trancoso. Na ocasião, ele estava na companhia de seus familiares e seus queridos amigos. Oportunamente, informarei detalhes da cerimônia de despedida”, disse Camille Dauchez, em post compartilhado no Instagram de Lucien, na segunda-feira.

Até janeiro de 2023, o designer divulgava algumas de suas criações na página, a exemplo de brincos com safiras confeccionados em Trancoso. Algumas das peças eram anunciadas por preços que variavam entre R$ 4,8 mil e R$ 48,8 mil.

Designer francês publicou livro de memórias
Em março de 2019, o francês publicou o livro “Super F**king Lucky: Lucien Pellat-Finet – King of Cashmere and (Anti) Fashion”, em celebração aos 25 anos de sua marca. A sinopse entrega que a obra rememora a vida e a carreira de Lucien, esclarecendo como ele se tornou o “rei do Cashmere”.

“Super F**cing Lucky traça os momentos e lugares que deixaram um efeito duradouro em seu estilo e estética”, diz um trecho do texto.

O livro perpassa a infância de Lucien na França, mais precisamente em Cote D’Azur, lembra que ele foi “apedrejado” na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, em 1968, e iniciou a carreira como modelo, descoberto pelo designer Pierre Cardin.

“Super F**cking Lucky traz uma abordagem ousada e emocionante, além de ser um retrato intimista de um designer original, irreverente e fora do mainstream”, conclui a sinopse.

Fonte: G1

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo