Mundo

Faixa de Gaza: Mais de 15 mil crianças foram mortas em bombardeios de Israel

Segundo a Autoridade Palestina, crianças representam quase 50% do total de mortos na Faixa de Gaza

A Faixa de Gaza e a mortandade de crianças! Comunicado da Autoridade Palestina revela que, das 34 mil mortes registradas nos últimos sete meses por conta da guerra promovida por Israel na Faixa de Gaza, mais de 15 mil foram crianças.

O número divulgado pela Autoridade Palestina corresponde a mais de 44% do total de mortes ocorridas na Faixa de Gaza desde o início do conflito com Israel, em 7 de outubro do ano passado. A estatística sobre as mortes de crianças foi divulgada em meio à escalada do conflito para a região de Rafah, no sul do enclave, onde vivem mais de um milhão de desabrigados.

O balanço da Autoridade Palestina aponta ainda que pelo menos 17 mil crianças estão órfãs ou perderam um dos pais desde o início da ofensiva de Israel na região.

Principal aliado de Israel no conflito, os Estados Unidos chegaram a anunciar nesta quarta-feira (08/05) que foi interrompido o envio de “munições de alta carga útil” e também está em discussão paralisar encomendas para as Forças de Defesa de Israel (FDI) no curto prazo em meio às operações no sul do enclave, condenadas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O secretário de Estado do governo dos EUA, Lloyd Austin, declarou que os EUA seguirão fazendo “o que for necessário para garantir que Israel tenha os meios para se defender. Mas, dito isso, estamos revendo alguns carregamentos de assistência de segurança de curto prazo no contexto dos acontecimentos em Rafah”, acrescentou.

Na última terça (07/05) o movimento palestino Hamas pediu aos Estados Unidos e à comunidade internacional que pressionem Israel a interromper os bombardeios na cidade de Rafah, onde as Forças de Defesa de Israel (FDI) iniciaram uma operação militar e assumiram o controle operacional do lado de Gaza da passagem fronteiriça, o único ponto de passagem entre o Egito e a Faixa de Gaza.

Guerra na Faixa de Gaza já dura sete meses

Em 7 de outubro de 2023, Israel sofreu um ataque do Hamas contra o sul do país, quando cerca de 1,1 mil pessoas morreram e mais de 200 foram capturadas pelo movimento. Em resposta, o governo israelense declarou guerra ao grupo e iniciou as operações militares na Faixa de Gaza.

Até o momento, mais de 34,7 mil pessoas foram mortas por ataques israelenses na Faixa de Gaza, segundo as autoridades locais. Ainda há 100 reféns mantidos sob o poder do Hamas na região.

Leia também: Hamas concorda com liberação de 33 reféns em documento de cessar-fogo.

Outras notícias e informações na seção Mundo do Infoflashbr.

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo