Nos Deixou

Morre, aos 66 anos, o jornalista Paulo Pestana, em Brasília

Morreu nesta segunda-feira (11/3) Paulo Pestana, de 66 anos, jornalista e cronista que escrevia para o Correio Braziliense. O jornalista durante a madrugada, em Brasília, pouco depois de dar entrada na emergência de um hospital particular da Asa Norte. Pestana tinha sintomas compatíveis com a dengue desde a semana passada, mas a causa da morte não foi informada.

Até este domingo, assinou crônicas em dois suplementos do jornal. Em Brasília desde 1973, trabalhou em alguns dos mais importantes órgãos da imprensa brasileira, como a Rádio Nacional, a Rede Globo e o jornal O Estado de S. Paulo. Pestana também foi mentor da campanha de Ibaneis Rocha (MDB) ao governo do Distrito Federal, em 2018.

No Correio Braziliense, onde trabalhou por anos, passou por várias editorias, ora como repórter especial, ora como editor executivo. Em seu blog hospedado no portal do Correio Braziliense, se definia como um insistente torcedor do América, “mostrando que é possível viver sem alegrias”, brincou.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo